8 perguntas sobre a melatonina que você não sabia para quem fazer

22 de março, 2021

8 perguntas sobre a melatonina que você não sabia para quem fazer

Melatonina. Você já agradeceu por ela hoje?

É graças a ela que você dorme quando está escuro e consegue uma infinidade de benefícios que só acontecem graças a uma boa noite de sono. Desde restauração muscular e emocional até fixação de memória

Você com certeza já ouviu falar muito sobre a melatonina. É impossível abrir um post ou artigo sobre sono e não dar de cara com alguma menção ao “hormônio do sono”. 

Se você ainda tem dúvidas sobre ele, chegou a hora de respondê-las.

1 – O que é melatonina?

A melatonina é um hormônio natural produzido pela glândula pineal, uma pequena glândula endócrina localizada no cérebro dos vertebrados. 

Conhecida popularmente como “hormônio do sono”, a melatonina tem a escuridão como gatilho de produção. É por isso que naturalmente sentimos sono à noite e acordamos de manhã, com a luz, que interrompe essa atividade da glândula pineal.

Esse processo faz com que ela seja essencial na regulação do ritmo circadiano e, consequentemente, no ciclo do sono.

A melatonina ainda pode ser produzida sinteticamente em laboratório. Mais sobre isso abaixo.

2 – A venda de melatonina é proibida no Brasil?

Não mais. Em 2017, a justiça contrariou a Anvisa e autorizou a importação do insumo farmacêutico melatonina no Brasil. Desde então ela pode ser vendida em farmácias de manipulação sob prescrição médica. Ao contrário dos Estados Unidos, onde é possível comprar o hormônio diretamente nas prateleiras de farmácia, aqui isso não acontece.

A neurologista Dra Andrea Bacelar, presidente da Associação Brasileira do Sono, é favorável à liberação. “Existe uma necessidade (de venda de melatonina no Brasil). Não é todo mundo que pode tomar, porque as pessoas usam de modo irregular e indiscriminado, mas era sim necessário“. 

Ressaltamos, porém, que ainda não há nenhum registro de medicamento contendo melatonina no país.

3 –  A melatonina faz mal?

Apesar de ser naturalmente produzido pelo corpo, o consumo exagerado de melatonina exógena (aquela produzida em laboratórios) pode sim fazer mal. 

Em doses excessivas, o hormônio pode acabar tendo o efeito oposto ao desejado devido à disrupção muito grande do ritmo circadiano, que fica “confuso”. O resultado é uma sonolência diurna muito grande, falta de sono à noite e a presença de pesadelos e/ou sonhos vívidos. 

Outros efeitos do consumo desenfreado são: náusea, tontura, irritabilidade, ansiedade, distúrbios intestinais e dor nas juntas, entre outros. E, sim, em teoria é possível ter uma overdose de melatonina.

Não consuma melatonina e nenhum outro medicamento sem orientação médica.

4 – A melatonina pode viciar?

Tecnicamente a melatonina não causa vício já que não há estudos que comprovem a presença de propriedades viciantes nela. Isso não quer dizer que não quer dizer que ela não faça nenhum mal. 

A ingestão do hormônio exógeno em excesso pode fazer a sua produção natural decair, criando dependência, que é diferente de diferente de vício. Veja também o item 3 deste post.

5 –  Qual é a dosagem ideal de melatonina?

Na comunidade médica não existe um consenso quanto à dosagem ideal para a população em geral. A quantidade para cada paciente deve ser determinada individualmente pelo médico.

Caso você esteja tomando melatonina e continue tendo dificuldades para dormir ou esteja se sentindo sonolento durante o dia, avise o seu médico. Pode ser sinal de dosagem muito baixa ou muito alta.

6 – Crianças podem tomar melatonina?

O site do Hospital Infantil de Boston explica que “no geral, a melatonina parece ter poucos efeitos colaterais em crianças e, quando têm, a maioria deles são pequenos, como aumento do xixi na cama, pesadelos e torpor matutino”. 

A instituição, porém, também explica que o hormônio só pode ser dado para crianças maiores de três anos e após investigação médica para identificar se a dificuldade para dormir não é situacional e se não provém de outros distúrbios do sono, como apneia ou síndrome das pernas inquietas.

Para crianças com Transtorno do Espectro Autista o consumo do hormônio pode ser especialmente benéfico.

Mais uma vez, fica o conselho: nunca tome ou dê para o seu filho nenhum medicamento ou suplemento sem recomendação médica.

7 – Além do sono, no que mais a melatonina age?

Além da regulação do ritmo circadiano, ela atua em diferentes frentes no corpo. 

De acordo com o IIMEL – Instituto Internacional da Melatonina, ligado à Universidade de Granada, na Espanha, a melatonina extrapineal, aquela produzida fora da glândula pineal, tem ações anti-inflamatórias e antioxidantes, funcionando como um citoprotetor para manter a saúde celular.

8 – É verdade que a melatonina previne o Coronavírus?

Ela não impede a pessoa de testar positivo para sars-cov-2, o Covid-19, mas atua como uma espécie de muro que barra a infecção de células pulmonares pelo vírus e, consequentemente, a ativação do sistema imunológico. O vírus fica circulando por alguns dias no trato respiratório e com o tempo ele desaparece sem causar a doença (assintomático).

A professora do Instituto de Biociências da USP, Regina Pekelmann Markus, que liderou o trabalho que rendeu essa descoberta, faz, porém, dois alertas importantes. O primeiro é que, a pessoa infectada, mesmo assintomática, continua expirando ar contaminado e pode infectar aqueles ao seu redor. É essencial que todos sigam usando máscara e praticando o distanciamento social.

+ Leia Mais: A influência do sono na ação da vacina de Covid-19

Além disso, o hormônio deste estudo “não tem nada a ver com a melatonina para sono, que as pessoas podem tomar“, mas sim com aquela que é produzida no pulmão. 

A administração de melatonina via nasal, em gotas ou aerossol, foi considerada na pesquisa, mas ainda não estudada. Portanto, não existe nenhum estudo que permita dizer que tomá-la previna contra o Coronavírus. Não adianta correr para comprar.

Se você tem alguma dúvida sobre melatonina, manda pra gente no Instagram do Persono que a gente responde por lá e atualiza esse post pra todo mundo poder ver.

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email