Transtorno Afetivo Sazonal (Depressão Sazonal)

29 de abril, 2022

Transtorno Afetivo Sazonal (Depressão Sazonal)

Transtorno Afetivo Sazonal (Depressão Sazonal)

Você é mais de verão ou mais de inverno? Prefere o frio ou o calor? Isso pode ser mais do que uma questão de preferência. Assim como ser uma pessoa mais matutina ou mais noturna depende da genética, mais especificamente do cronotipo, a tendência a se sentir mais disposto e melhor humorado de acordo com a estação do ano muitas vezes também não é uma questão de escolha e pode até ser gatilho para distúrbios mentais. É a chamada Depressão Sazonal ou Transtorno Afetivo Sazonal.

E, veja, essa não é uma questão que tem a ver com a temperatura. E o sono está mais relacionado à SAD (Seasonal Affective Disorder, nome em inglês do Transtorno Afetivo Sazonal) do que você imagina. 

O que é o Transtorno Afetivo Sazonal

O Transtorno Afetivo Sazonal é um tipo de depressão que segue as estações e entra em remissão durante o restante do ano. O tipo mais comum do transtorno é ocorre no inverno, a chamada Depressão de Inverno, podendo começar já no final do outono.

Mais raramente ocorre o efeito oposto, com a Depressão Sazonal aparecendo nos meses de primavera e verão. 

O Transtorno Afetivo Sazonal é considerado um tipo de depressão relativamente comum, especialmente nos países de clima temperado, com estimativas apontando que ela afete  entre 1% e 6% da população, mais predominantemente mulheres (elas são afetadas quatro vezes mais que os homens). Como comparação, no Brasil pós-pandemia, uma em cada 10 pessoas sofre de algum tipo de transtorno depressivo.

Além disso, entre 10 e 20% das pessoas têm uma versão mais moderada do transtorno, que neste caso pode ser popularmente chamado de Winter Blues, ou “Tristeza de Inverno”.

No ICSD (International Classification of Sleep Disorders), a SAD é classificada como um “Distúrbio de Humor” e como tal, tem como consequências importantes no sono.

Em tempo, é importante não confundir a Depressão Sazonal com a Depressão de Fim de Ano (Holiday Depression). Enquanto a primeira tem como gatilho as mudanças climáticas, a segunda tem como gatilho os próprios eventos de fim de ano, como natal e ano novo. 

Causas do Transtorno Afetivo Sazonal

O Transtorno Afetivo Sazonal é uma combinação de distúrbios biológicos e de humor cujos padrões dependem da sazonalidade. Os mecanismos patológicos que desencadeiam tudo isso, porém, ainda não são completamente entendidos pela ciência, mas parece existir uma série de fatores que influenciam na aparição do problema.

Em muitos destes casos, fica evidente que não é a mudança de temperatura que causa o Transtorno Afetivo Sazonal, mas sim a diferença de exposição à luz solar, que é menor nos meses mais frios. 

Assim como o sol é agente direto na produção de melatonina, ou seja na regulação do sono, ele também tem peso em uma série de outros fatores e hormônios.

Abaixo, você conhece alguns dos mecanismos que são apontados como responsáveis pela Depressão Sazonal.

  • Fase atrasada do sono ou Fase avançada do sono, ambos distúrbios do ritmo circadiano que atingem especialmente pessoas de cronotipos extremos e que parecem aparecer na literatura como causa principal da Depressão Sazonal.
  • Baixo nível de serotonina, com uma pesquisa apontando que a SAD tem mais probabilidade de ser diagnosticada em pessoas com níveis maiores de transportadores de serotonina, o que leva a menores quantidades do hormônio em si.
  • Alterações na melatonina, com alguns estudos indicando que pessoas com SAD produzem melatonina em excesso devido à falta de sol (a escuridão é gatilho para este hormônio). Isso aumenta a sonolência. 
  • Deficiência de Vitamina D, causada pela diminuição da exposição à luz solar. Como a Vitamina D está associada à atividade da serotonina, ter menos quantidade dela no organismo atrapalha a boa funcionalidade do hormônio.

Pensamentos e sentimentos negativos relacionados à estação do ano e o impacto disso são comumente encontrados em pessoas com Depressão Sazonal. No entanto, não é claro se isso é causa ou efeito do distúrbio. 

Diagnóstico do Transtorno Afetivo Sazonal

O diagnóstico do Transtorno Afetivo Sazonal é clínico, afinal, é um tipo de depressão.

Nem todas as pessoas que têm Depressão de Inverno apresentam os mesmos sintomas, mas alguns dos mais comuns, de acordo com a AAFP (American Academy of Family Physicians), são:

  • Mudança de apetite, com um desejo especial de comidas doces e ricas em amido;
  • Ganho de peso;
  • Sensação “pesada” nos braços e pernas;
  • Queda dos níveis de energia;
  • Fadiga;
  • Hipersonia (tendência a dormir demais);
  • Dificuldades de concentração
  • Irritabilidade
  • Aumento da sensibilidade à rejeição social;
  • Evitação de situações sociais. 

No caso da Depressão de Verão e Primavera, os principais sintomas são diferentes (e muitas vezes opostos): perda de peso, insônia, falta de apetite, agitação e ansiedade.

Tratamento do Transtorno Afetivo Sazonal

O tratamento para a Depressão Sazonal é multifatorial e vai de caso a caso. Somente um médico é capaz de definir o tratamento ideal para um paciente.

Existem, porém, aqueles que são mais frequentes e usados em pessoas com SAD: Terapia de Luz, acompanhamento psicológico e uso de fármacos.

Terapia de Luz

Chamada também de fototerapia, a terapia de luz nada mais é do que usar a exposição a uma luminosidade artificial controlada para “substituir” a ausência de luz natural. Para isso, é usada uma caixa de luz em turnos que geralmente variam de 30 a 90 minutos. 

O horário do tratamento depende das características do sono, sintomas e estilo de vida de cada pessoa, mas geralmente ocorre pela manhã, para não prejudicar o sono.

A terapia de luz não é recomendada para pessoas com alguns problemas de visão, sobretudo a catarata, além daquelas que têm sensibilidade médica ou medicamentosa à luz.

Este é um tratamento comum em países afastados da linha do Equador, onde a incidência de luz solar é baixíssima durante o inverno. 

Acompanhamento Psicológico

Toda depressão pede acompanhamento psicológico para lidar com os impactos mentais e emocionais causados pelo distúrbio. 

Tanto a psicoterapia quanto a terapia cognitivo-comportamental apresentam resultados satisfatórios para a SED, inclusive de modo profilático. 

No caso da TCC, foram feitos estudos específicos para entender o seu impacto na Depressão Sazonal, associada ou não à terapia de luz. Os resultados foram positivos em ambos os casos, mas a melhora mais significativa foi notada justamente no grupo que passou pelos dois tratamentos simultaneamente. 

Uso de Fármacos

Como a SAD está intimamente associada a níveis alterados de serotonina, antidepressivos do tipo Inibidor seletivo de recaptação de serotonina, como a fluoxetina ou o citalopram,  costumam ser uma escolha comum para pacientes com o transtorno.

Outros medicamentos ou suplementos podem ser indicados.

Se você reconhecer os sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal ou qualquer distúrbio de saúde mental em você ou em alguém próximo, procure um médico. É importante e necessário, não é “frescura”.

Boa noite!

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email