Você sabe quais são as melhores cores para pintar o quarto?

23 de julho, 2021

Você sabe quais são as melhores cores para pintar o quarto?

Quando decorou a sua casa, o que você levou em consideração? O seu gosto, o seu estilo, ou talvez até alguma superstição ou dicas de decoração que leu na internet, certo? Possivelmente trocou figurinhas com o arquiteto ou decorador sobre como combinar tintas, estampas, texturas e estilos. E como você escolheu as cores para pintar o quarto? 

Porque, sim, a cor é importante. Talvez ela não tenha uma influência direta na química do sono como a luz, que inibe a produção de melatonina, mas ela tem peso em como você dorme. 

Apesar da hesitação de algumas associações médicas, desde 2018 o Ministério da Saúde incluiu a cromoterapia como prática integrativa no SUS – Sistema Único de Saúde, validando a importância do tema.  

Neste post, você vai conhecer algumas evidências científicas e resultados de pesquisas que apontam para o benefício das cores das paredes do seu quarto no sono e como elas podem, de fato, te ajudar a ter uma noite melhor.  

O que diz a ciência sobre a cromoterapia e cores para pintar o quarto

De fato existe controvérsia na ciência quando o assunto são as chamadas terapias alternativas ou integrativas. 

Sobre a aromaterapia existem diferentes estudos que provam que ela impacta na qualidade de vida e na qualidade do sono. Neste caso, a lavanda é uma verdadeira estrela do tratamento de insônia.

A cromoterapia começa a seguir passos similares. Um estudo das áreas de Engenharia da Saúde de uma universidade na Coréia do Sul tem grande responsabilidade nisso. Dentre outros aspectos, foi analisado o eletroencefalograma e os batimentos cardíacos frente à exposição a diferentes luzes coloridas na hora de dormir. O objetivo era entender se elas eram capazes de impactar a indução do sono.

A resposta é sim, as cores podem influenciar a indução do sono positiva e negativamente. E a melhor cor para pintar o quarto é a sua cor favorita. 

No estudo, quando uma pessoa foi estimulada com a luz de sua cor favorita, o seu sistema nervoso parassintético foi mais ativado, contribuindo para um estado de maior estabilidade e, com isso, de indução do sono. Para os pesquisadores, isso é um sinal evidente de que as cores têm peso na hora de dormir.

Na Inglaterra, a aposta é pelo azul

No Reino Unido, uma pesquisa foi além e buscou associar a qualidade do sono à cor do quarto. Para isso, foram analisadas 2 mil casas britânicas. 

A conclusão é que quem dorme em um ambiente azul, cor tradicionalmente associada à paz e à tranquilidade, tem mais horas de sono que os demais: em média, 7 horas e 52 minutos.

50% dos britânicos com o quarto azul ainda dizem acordar felizes enquanto essa proporção cai para 22% em quem tem o quarto verde.  

No espectro oposto, o roxo, cor do mundo das artes, do luxo e da criatividade, é a que deixa as pessoas dormirem menos, com apenas 5 horas e 56 minutos de sono. Isso significa uma diferença de quase duas horas.

O que dizem os arquitetos

O arquiteto Antônio Neto, da Quadrivium Arquitetos, ensina que as cores para pintar o quarto devem levar em conta a função do ambiente: descanso, relaxamento e desconexão.  

O ideal é aplicar cores em suas tonalidades mais tranquilas, contribuindo para o relaxamento de quem vai ocupar o espaço. Tons claros ou cores frias são as melhores escolhas para quem quer o resultado correto“, ele explica.

São consideradas cores frias aquelas com tons de azul, violeta e verde. Já o vermelho, o laranja e o amarelo são cores quentes. 

A classificação do “calor” das cores foi desenvolvida pelo psicólogo alemão Wilhelm Wundt (1832-1920) de acordo com as sensações que elas transmitem, tais como movimentação, força e alegria (cores quentes) e calma e tranquilidade (cores frias). 

Vale ressaltar que as cores podem ser diluídas em diferentes tonalidades, mudando a percepção que temos delas. O amarelo mais clarinho continua sendo uma cor quente, mas ainda assim ajuda a transmitir tranquilidade. Por outro lado, o verde pode ser mais vibrante e transmitir uma sensação de festa. 

Na hora de escolher as cores para pintar o quarto, leve o brilho e a tonalidade em consideração, assim como o seu gosto pessoal, é claro. Ele também é importante.

A tinta vai além da escolha das cores para pintar o quarto

Aqui vai outra dica importante: além das cores, é importante levar em consideração o tipo de tinta que vai ser aplicada nas paredes. 

As tintas acrílicas são as mais comuns e as mais indicadas para pintura de ambientes internos, como os quartos. Além da resistência, elas têm variados tipos de acabamento, o que permite que você encontre a que mais se adequa ao seu projeto”, explica Antônio Neto. 

As cores são importantes na construção de um quarto perfeito para dormir, tal como a cama, o controle de ruídos e luminosidade e o conforto. O seu quarto precisa ser o seu santuário de descanso. Só assim você garante que vai ter uma boa noite de sono. Boa noite.

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email