Como parar de roncar

06 de agosto, 2021

Como parar de roncar

Como parar de roncar

Quem dorme sozinho muitas vezes nem sabe, mas quem divide o quarto (e às vezes até a residência) não apenas sabe como sofre e até perde o sono sem sequer ser o responsável por isso. Só quem já teve que viver com um roncador sabe como é. Saber como parar de roncar é uma questão de saúde até para quem não ronca.

A estimativa é que uma em cada quatro pessoas ronca regularmente. Quase metade da população adulta o faz ocasionalmente. A prevalência é maior entre homens, idosos, fumantes, pessoas que consomem álcool e com obesidade.

Todos esses fatores são importantes na hora de se decidir qual será o tratamento para o ronco, cuja assertividade e sucesso dependem da descoberta do fator desencadeante.

Qual é a causa do ronco?

Mecanicamente, o ronco é causado por uma obstrução parcial das vias aéreas durante o sono. O fluxo de ar enfrenta dificuldades em transitar já que o espaço das vias respiratórias fica estreito, o que causa uma vibração nos tecidos da garganta. 

É essa vibração a responsável pelo barulho característico do ronco. 

Mas por que a obstrução acontece? Neste caso, os motivos podem ser variados. 

  • Apneia do sono: nem todas as pessoas que roncam sofrem de apneia do sono, mas todos que têm apneia roncam. 
  • Idade e gênero: homens mais velhos têm mais propensão a roncar que mulheres e pessoas mais novas. No caso dos homens, pesa o fato genético de eles terem vias aéreas mais estreitas. 
  • Obesidade: excesso de gordura na região do pescoço e baixo tônus muscular favorecem a obstrução noturna das vias respiratórias.
  • Problemas nasais e respiratórios: alergias, sinusites e até mesmo um resfriado que deixe o nariz entupido podem dificultar a passagem do ar e causar ronco.
  • Uso de álcool e cafeína: eles aumentam o relaxamento muscular que leva uma pessoa a roncar.
  • Medicações: remédios como lorazepam e diazepam também aumentam o relaxamento dos músculos.
  • Posição para dormir: dormir de barriga para cima pode facilitar o bloqueio da passagem de ar.

Saber qual é a causa do ronco é o que irá determinar o tratamento mais adequado para cada caso.

Como parar de roncar

O travesseiro Persono é usado para monitorar o sono e é recomendado pelos atletas do Time Brasil e pelo COB - Comitê Olímpico Brasileiro

A maioria das pessoas que roncam não o fazem com frequência e ou o tem como causa primária. Nestes casos, o tratamento é simples e pouco ou nada invasivo. 

Se a causa do ronco for, por exemplo, um aumento de peso repentino, o consumo de álcool ou a posição de dormir, uma mudança simples de rotina responde à dúvida sobre como parar de roncar. 

Já no caso das pessoas que roncam por problemas respiratórios, a cura do resfriado ou de uma alergia ou mesmo um tratamento otorrinolaringológico podem ser a solução.

Quando procurar o médico para começar o tratamento para o ronco

Leia com atenção as três perguntas abaixo:

  • O seu parceiro/a ou companheiro/a de quarto tem queixas de que você ronca regularmente? 
  • Você recentemente ganhou peso ou parou de se exercitar?
  • Você tem membros da família que roncam?

Se você respondeu que sim a qualquer uma delas e sabe que ronca frequentemente, busque um médico do sono. Se possível, leve seu parceiro de quarto para a consulta, pois ele poderá oferecer informações valiosas durante a sua anamnese. 

Os tratamentos para ronco geralmente acabam sendo mais médicos ou invasivos quando ele está associado a casos de apneia obstrutiva do sono. Abaixo, você vai conhecer algumas das possibilidades.

Aparelhos orais

Esses aparelhos ajudam a manter a mandíbula e/ou a língua em uma posição de modo que elas não prejudiquem o fluxo de ar durante o sono. Os efeitos colaterais podem incluir salivação excessiva, dor mandibular e sensação de boca seca.

Dependendo do tipo de aparelho adequado para o seu tratamento de ronco, ele deverá ser acompanhado por um dentista além do especialista em sono.

CPAP

CPAP é a sigla em inglês para Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas, tratamento bastante conhecido para casos de apneia do sono. 

O CPAP é um aparelho de pressão de ar contínua nas vias áreas da pessoa enquanto ela dorme. Isso evita episódios de interrupção de fluxo de oxigênio e “engasgadas”, além, é claro, do ronco.

Fisioterapia

O tratamento consiste em exercícios para fortalecer os músculos da boca, língua e garganta e, consequentemente, evitar que a frouxidão deles acabe aumentando ainda mais os roncos.

Esses exercícios são mais efetivos em pessoas com casos menos intensos.

Cirurgia

Raramente a intervenção cirúrgica é a primeira opção de tratamento, até pelos riscos naturais que isso envolve, mas pode ser a única solução quando as demais não funcionam. 

Existem diferentes procedimentos que visam abrir as vias aéreas superiores e prevenir o estreitamento que acontece no local durante a noite. Um deles é o Avanço Maxilomandibular, que move para a frente as mandíbulas inferior e superior.  

Lembre-se que quaisquer tratamentos não caseiros, como mudar a posição de dormir, devem ser indicados por um médico especializado. Não compre aparelhos orais ou faça exercícios de fortalecimento sem orientação.

Somente um profissional da saúde é capaz de apontar o tratamento mais adequado para parar de roncar.

Boa noite. Noite silenciosa. 

Compartilhar artigo

Leia também

Arrow
Arrow
Faça parte da comunidade Persono
Enviaremos somente conteúdos relevantes para contribuir com a qualidade do seu sono e não encher a sua caixa de email